"Ando no rastro dos poetas, porém descalça... Quero sentir as sensações que eles deixam por ai"



terça-feira, 30 de novembro de 2010


Ela escolheu envelhecer comigo.

Pode ter sido compaixão pela minha falta de jeito,

acaso ou acidente dos cabelos lisos.

Ela escolheu envelhecer comigo.

Pode ter sido amor, simpatia ou alguma

perda fora de mim que despertou suas perdas.

Pode ter sido a idade que pedia um marido,

sei lá, o marido pedia uma idade.

Ela escolheu e aqui fez sua noite.

Suas mãos se toldam em uma tenda

quando alivia minha barba de outros odores que não o seu.


Crie laços com as pessoas que te fazem bem,
que lhe parecem verdadeiras
e desfaça os nós que lhe prendem àquelas que foram
significativas na sua vida, mas infelizmente,
por vontade própria, deixaram de ser.

Nó... aperta.

Laço... enfeita.

Simples assim!

« Silvana Duboc »

Eu te preciso...


(...)

E eu te preciso, sei que preciso

não por solidão ou por necessidade,

mas por amor, por gostar, por querer.
 

                                                                          Salmo 37:24


segunda-feira, 29 de novembro de 2010


"Tenho fobia do não fazer.
E penso tanto, que nem cabe na fala.
As 24 horas do dia, dou um jeito de transformar em 30, nem que seja no silêncio da madrugada.
A vida sempre me diz: "Não tente me controlar",
mas eu finjo que não entendo.
O que ela quer de mim é coragem, já disse o João.
E eu faço de conta que sou corajosa.
Mas faço tão bonito, que ela até acredita."


"Talvez eu esteja tentando construir uma ponte mais sólida entre mim e as pessoas porque preciso me comunicar para sair do isolamento onde me enfiei para me proteger, ora... da solidão!

Escrevo contra a solidão..."

(Maitê Proença)

"Não sei ver o mundo atrás das cortinas, dessa falsa proteção.
Eu preciso do perigo, da incerteza, da alma em festa,
preciso da vida bagunçando meus cabelos
como se eu fosse feita de vento."

"Creio que fui abençoada com um coração gigantesco e em contrapartida com um pavio bem curto.
São os ápices que me mantém em pé."


Menina-mulher


"Se me perguntassem o que sou, eu diria: Impulsiva.
Não sou indiferente a nada, tudo me toca.
Só consigo agir a partir de alguma emoção.

Se eu parar pra pensar...
Eu paro e não ajo.
Ação pra mim tem que ser no calor do momento.
Com a pele arrepiada e a voz sobressaltada.

Planejar é algo muito matemático para quem acredita na influência dos ventos e dos corações.

E como diria Martha Medeiros
Não tem nada a ver, com gostar ou não de mim.
Me aceito impura, me gosto com pecados, e há muito já me perdoei."

                                                                          (Rosa Maria)

(...) Porque há esperança para a árvore,
que, se for cortada, ainda torne a brotar,
e que não cessem os seus renovos.
Ainda que envelheça a sua raiz na terra,
e morra o seu tronco no pó,
contudo ao cheiro das águas brotará,
e lançará ramos como uma planta nova.

Jó 14.7-8-9

sábado, 27 de novembro de 2010


Love It's All

We Need

Always

Porque éramos nós...


Eu não sabia explicar nós dois
Ela mais eu, por que eu e ela
Não conhecia poemas
Nem muitas palavras belas
Mas ela foi me levando
Pela mão

Íamos tontos os dois assim ao léu
Ríamos, chorávamos sem razão
Hoje, lembrando-me dela
Me vendo nos olhos dela
Sei que o que tinha de ser se deu


Porque era ela

Porque era eu

                                                                        = Chico Buarque =

Que não fosse nada, que não tivesse descompassado o coração, que não alterasse o destino do sangue que corria nas minhas veias, que não comprometesse minha expectativa, que passasse de leve, quase que imperceptível do meu lado.
Mas você veio com tudo, suspirou e me roubou o ar, me tocou e tatuou toda a pele.
Podia ser quase nada, podia ser só um rosto e um endereço, podia ser despercebido.
Agora é o livro preferido da minha estante, meu nome predileto.
O que importa mesmo agora, é que uma coisa muito bonita está para acontecer na minha vida, na nossa vida.

Te espero, ansiosa e atenta.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010


Cara, deixa eu te explicar o drama.
Se te chamo de besta, se falo que tu é muito chato,
que tenho vontade de te socar de vez em quando,
e que essas tuas brincadeiras sem graças me cansam,
não fica preocupado pensando estar fazendo a coisa errada.
É só o meu jeito de dizer: ‘puta que pariu, não vivo mais sem você’.

                                                                             Jéssica Figueiredo

“Para uma relação, levam-se problemas, histórias, medos, frustrações.
Mas não é essencial casar-se com a fila de banco que o outro teve que frequentar, nem com a irritação depois de um dia de trabalho.
É importante dar colo o tempo todo.
Dividimos com o outro as coisas difíceis na intenção de que elas se dissipem, não na de que aumentem de tamanho.
Se for somar, que sejam as alegrias."


"Eu quero nós.
Mais nós.
Grudados. Enrolados. Amarrados.
Jogados no tapete da sala.
Nós que não atam nem desatam."

''Cria em mim, ó Deus,
um coração puro
e renova dentro em mim
  um espírito inabalável." 

                                                                          Salmos 51:10

quinta-feira, 25 de novembro de 2010


"Deveria chamar-te claridade

pelo modo espontâneo

franco e aberto

com que encheste de cor meu mundo escuro.

E sem olhar, nem vida, nem idade

me deste em tempo certo

os frutos verdes deste amor maduro."


Vivendo nesse mundo louco,
vou percebendo que o teu abraço é o meu único refúgio.
(Taynara Alves)

Eu te quero do meu lado nas horas boas e ruins,
nos momentos alegres ou tristes.
Eu te quero comigo nos dias de sol e nos de chuva;
nos sábados festivos e nos domingos tediosos.
Eu te quero como amigo, como amor, como meu amor,
meu companheiro.
Seja pra rir, pra chorar,
pra compartilhar qualquer tipo de sonho, desejo ou vida.
Seja como for, eu te quero pra sempre.

você!!!


Ele: De quem você gosta?

Ela: Isso é segredo.

Ele: Por favor, me conta!

Ela: Ok, te dou uma pista. Se você acertar, eu digo que sim.

Ele: Ok, me dê a pista então. Como ele chama?

Ela: Isso não vale! Te digo a inicial dele, pode ser?

Ele: Pode!

Ela: Ok, começa com V.

Ele: V? Mas eu não conheço ninguém que comece com V! É algum Vitor, Vicente, Vinícius?

Ela: É Você, seu tolo!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Confissão


"O meu amor por você é inédito.
Novo e maduro – como pode?
Penso, sinto e quero você.
Hoje, amanhã e na medida sem fim do tempo.
Quando estou em silêncio e lembro que você existe eu sinto paz.
Suspiro aliviada.

Quero vestir o seu abraço e sair com ele por aí, como um colete à prova de balas.
Abraço longo, apertado, quente.
Quero mais, me abrace mais.
Mais um pouquinho.
Vai sempre faltar abraço pra minha sede dele.

Sei que dentro de você moram sorrisos.
Alguns você deixa escapar, os outros esconde no escuro, pra eu procurar.
E eu gosto do jogo.

Gosto também das suas mãos nas minhas, das suas mãos tomando conta de mim.
Não quero viver sem suas mãos por perto.
Não sei aprender isso.
É que esse meu amor inédito parece que nasceu comigo."

Ouvir estrelas...


"Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
capaz de ouvir e de entender estrelas".

(Olavo Bilac)

Mesmo os momentos mais simples,
com você eles são únicos e inesquecíveis...

Você pode não ser aquele cara cheio de “bolinhas”
que anda com um pitbull do lado.

(com certeza não é... você é muito mais que isso)

Você é o homem que escolhi pra mim!

... E revogam-se as disposições em contrário.

Odaxelagnia



                                  Desejo incontrolável de mordiscar

quinta-feira, 18 de novembro de 2010


Querida vida,
estou precisando muito, muito:



(    ) viajar



(    ) beber



(    ) divertir



(    ) namorar



( x ) todas as alternativas anteriores

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Essa tal de TPM...


Ela é o flagelo da mulherada – e o pesadelo de maridos, namorados e quem mais estiver por perto. Aparece todos os meses com uma série de “presentinhos”: inchaço, mau humor, dor de cabeça, hipersensibilidade...e pode transformar a mais doce das mulheres em um dragão cuspidor de fogo.

Homem também sofre...

Como diz aquela música da banda Raimundos, para muitos homens o namoro – ou o casamento – é “na folhinha”. Quem convive com uma “mulher de fases” tem mesmo de ficar de olho no calendário para saber em quais dias vai ter de dobrar a paciência.

Alimentação saudável, Cálcio e vitamina D são aliados poderosos contra a síndrome.

http://www.clubedatpm.com.br/

Se persistirem os sintomas, procure sua dentista.
Pior do que tá, vai ficar.

Aiiiii... como dói!!!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010


Se me obrigassem a dizer porque o amava, sinto que a minha única resposta seria:

''Porque era ele, porque era eu''.

-| Michel de Montaigne |-

“Você diz que ama a chuva, mas você abre seu guarda-chuva quando chove.
Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha.
Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra. 
É por isso que eu tenho medo.
Você também diz que me ama…”


E todo teu passado sem mim me causava raiva
Saber das que passaram antes de mim;
das outras tantas que de tua boca provaram
a minha tristeza provocaram.

E de todo o meu passado
que antes de ti vivi,
muita solidão ao redor de mim.

Quando te vi, sorri…
E agora deveria eu saber
Que antes de nós não havia,
apenas pré-existia.

O que antes de nós acontecia,
à medida que nascemos, falecia.
O que pós-nós acontece,
à medida que vivemos, floresce.

                                                     = Izadora Calina =


"(...) e me dá uma saudade irracional de você.
Uma vontade de chegar perto, de só chegar perto, te olhar sem dizer nada,
talvez recitar livros, quem sabe só olhar estrelas...
dizer que te considero - pode ser por mais um mês,
por mais um ano,
ou quem sabe por uma vida -
e que hoje, só por hoje ou a partir de hoje (de ontem, de sempre e de nunca), é sincero."



       "Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está,
temos comunhão uns com os outros,
e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho,
nos purifica de todo o pecado."

(I João 1-7)

sexta-feira, 5 de novembro de 2010


Tenho metas a serem cumpridas.
Metas feitas por mim.
Objetivos. Futuro.
Pretendo cumpri-los.
Nada certo, mas quero.
Gosto disso.
Hoje em dia as pessoas vivem sem regras mesmo,
sem limites... e estão pouco se lixando para o futuro.
Quer dizer, só vivem o presente.
Na verdade, não tenho apenas planos, desejos.
É mais do que isso: tenho sonhos.
E a coisa boa da vida é correr atrás deles pra realizá-los.
Tornar o que você sempre quis realidade.
É esse o passo principal: sonhar.


"Vence quem passa por essa vida rindo.
E se o preço que se paga por ser um pouco feliz
é ser um pouco idiota,
dane-se."


"Costuma-se dizer, demos tempo ao tempo,
mas aquilo que sempre nos esquecemos de perguntar
é se haverá tempo para dar."



Não acredite em algo simplesmente porque ouviu.
Não acredite em algo simplesmente porque
todos falam a respeito.
Não acredite em algo simplesmente
porque esta escrito em seus livros religiosos.
Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade.
Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.
Mas depois de muita análise e observação,
se você vê que algo concorda com a razão,
e que conduz ao bem e beneficio de todos,
aceite-o e viva-o.

                                                       (Buda)

A vida vale muito,
você vale muito,
somos transcendentes, somos mistério
e devemos cultivar mais alegria.
A gente se lamenta demais.
Percebi tudo isso vivendo, amadurecendo, observando.
Devemos curtir mais as coisas boas e dar menos valor ao que é ruim.


quinta-feira, 4 de novembro de 2010

do que estou sentindo...


Eu parei na frente do computador e pensei em escrever algo
que descrevesse o que você fez comigo.
Poderia dizer que chegou quando eu estava péssima,
e fez com que eu me sentisse alguém novamente.
Poderia dizer que roubou meu coração,
mesmo sem saber,
e que ficará com ele para sempre.
Poderia dizer que quando você sorri,
eu sorrio também, involuntariamente.
Poderia dizer que você me faz muito feliz.
Mas nada, nada disso seria o suficiente.
Nada disso diria o quanto eu estou apaixonada por você.
Nada disso diria "eu te amo"
com tanta intensidade quanto eu realmente sinto.


Ele: - Me fala um casal de algum filme que você admira?

Ela: - A Dama e o Vagabundo.

Ele: - Por que?

Ela: - Porque ela se apaixonou pelo caráter
e não pela reputação dele.


Só pra constar: amo você!!!

[…]

Ele: Aceita namorar comigo?
(Pega uma caixinha do bolso.)

Ela: ...

Ele: Aceita?
(Abre a caixinha, dentro um papel escrito: Tô sem dinheiro, mas logo compro um anel lindo pra colocar em seu dedo, amor.)


Se não fosse amor,
não haveria planos, nem vontades, nem ciúmes,
nem coração magoado.
Se não fosse amor, não haveria desejo, nem o medo da solidão.
Se não fosse amor não haveria saudade,
nem o meu pensamento o tempo todo em você.
Se não fosse amor eu já teria desistido de nós.


Qual a macieira entre as árvores do bosque,
tal é o meu amado entre os filhos;
desejo muito a sua sombra, e debaixo dela me assento;
e o seu fruto é doce ao meu paladar.

                                                                                   (Cantares 2:3)

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Romeu e Julieta não tinham celular


A história de Romeu e Julieta se passa em Verona, norte da Itália.
Os dois jovens se apaixonam. Mas suas famílias se odeiam.
Sabendo que os pais jamais autorizariam a união, casam-se em segredo, com a ajuda de Frei Lourenço. Logo depois Romeu se envolve numa briga, mata um homem.
O Príncipe de Verona, indignado com o fato, condena Romeu ao exílio.

Romeu, em outra cidade.
Sofrem Julieta e Romeu com a separação.
Frei Lourenço entrega a Julieta um frasco com uma poção que a deixará em estado cataléptico durante dois dias, aparentemente morta (“living corpse”, um cadáver vivo, como escreveu Shakespeare) e se compromete a levar Romeu à cripta da família dela, a fim de que, tão logo a moça acorde da falsa morte, o casal fuja e viva feliz para sempre.

Mas Romeu não sabe do plano.
Frei Lourenço envia Frei João com a missão de avisar o rapaz.
E aí começam os problemas de comunicação.
Este segundo franciscano não consegue sair de Verona.
A carta não chega ao herói desinformado.
Romeu, no entanto, por intermédio de seu criado, toma conhecimento da morte de Julieta (informação pela metade),
e retorna a Verona secretamente.

Quando Romeu se aproxima de Julieta, supostamente morta, desespera-se e se suicida, tomando uma dose de veneno.
Frei Lourenço chega, vê o corpo de Romeu estatelado.
Julieta desperta e se mata também, com um punhal,
para unir-se ao amado.

Toda essa tragédia teria sido evitada (causando-nos grande perda literária) caso Frei Lourenço dispusesse de algumas opções.
Enviar um telegrama a Romeu, por exemplo.
Ou talvez um e-mail.
Outra possibilidade seria ligar para o telefone celular de Romeu.
Aliás, Julieta e Romeu, se celulares tivessem, conversariam antecipadamente sobre o plano de Frei Lourenço e, passado o efeito da poção, marcariam eles mesmos o reencontro.

(Gabriel Perissé)


Bendito celular...
que dribla a saudade de quem mora longe e diminui o intervalo da distância.

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
E que me deixa louca quando me beija a boca
A minha pele toda fica arrepiada
E me beija com calma e fundo
Até minh'alma se sentir beijada

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que rouba os meus sentidos, viola os meus ouvidos
Com tantos segredos lindos e indecentes
Depois brinca comigo, ri do meu umbigo
E me crava os dentes

Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que me deixa maluca, quando me roça a nuca
E quase me machuca com a barba mal feita
E de pousar as coxas entre as minhas coxas
Quando ele se deita

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
De me fazer rodeios, de me beijar os seios
Me beijar o ventre e me deixar em brasa
Desfruta do meu corpo como se o meu corpo
Fosse a sua casa

(Chico Buarque)